12 de nov de 2009

Sim ao cristianismo, não ao capitalismo



Fiz este texto durante a madrugada, não costumo e não consigo dormir cedo. Com a companhia de Deus durante a noite, comecei vários textos, mais de três, apaguei todos. Queria falar sobre simplicidade, o título do blog. Escolhi esse nome por eu gostar de coisas simples. Quando falo em simplicidade, aqui, estou me referindo às coisas que fazem parte do meu dia-a-dia. Tênis, calça jeans e camiseta. Não gosto de muita maquiagem, não gosto de salto fino, e olha que eu sou baixinha. É, costumo ser meio diferente do tradicional mesmo. Gosto de olhar a lua, as estrelas. Reparo nas pequenas coisas, nos pequenos detalhes. Mas, não vim para falar das minhas características, já que o texto tomou outro rumo.

Nesta hora grande parte das pessoas está dormindo, descansando do dia corrido que tiveram. Glória a Deus pelas pessoas que trabalham. Não estou criticando isso. Mas, venho fazer uma reflexão, muitas pessoas trabalham igual loucas para sustentar seus gastos. Esquecendo de valorizar os pequenos detalhes do dia-a-dia. O sorriso de uma criança, a chuva, o sol. A preocupação com nossos afazeres nos faz esquecer de todas as coisas que Deus preparou para nós, antes mesmo que acordássemos. Algumas pessoas acordam e antes de glorificar a Deus pelo sol, já reclamam. Se faz sol, reclamam do calor. Se chove, reclamam da umidade.

Faço uma crítica a esse mundo capitalista em que vivemos. Nos tornamos cegos. Muitas vezes esquecemos de valorizar as coisas que realmente merecem nossa atenção. Precisamos de roupas novas, tênis novos, bolsas novas, tudo novo. Relacionamentos estão sendo levados para esse meio. Casamentos que mal iniciam, já estão terminando. Pessoas enjoam umas das outras. As facilidades da vida moderna, realmente são facilidades? Mulheres feridas, machucadas. Casais iniciam um relacionamento, já pensando: - Se não der certo, eu me separo.

Os valores estão invertidos. Pessoas só pensam em trabalhar, trabalhar, trabalhar e consumir, consumir, consumir. Pais que tentam comprar seus filhos com brinquedos caros, mas esquecem que as crianças desejavam mesmo, eram alguns minutos de atenção. Precisamos acordar, não podemos ser dominados por este regime e continuar acomodados com a situação. Sei que isso pode parecer um discurso revolucionário, ou uma utopia. Mas precisamos sonhar. Sonhar com um mundo melhor, sonhar os sonhos de Deus. Sonhar com o cristianismo dominando o mundo e não o capitalismo. Sonhar com famílias restituídas. Estabelecer metas. Deus não quer pessoas acomodadas, Ele quer pessoas dispostas para trabalhar no Reino d’Ele. É o nosso Pai que nos capacita. Vamos acabar com essa imagem de cristãos bitolados, que vivem isolados no seu mundinho. Somos filhos do Rei. Precisamos falar do amor d’Ele para as pessoas. Não só falar, as pessoas precisam sentir esse amor dentro de nós. Vivemos batalhas diárias, mas se estivermos acompanhados por Deus, certamente essa batalha já estará ganha. Destrua o comodismo e se coloque à disposição de Deus, é Ele quem te capacita para a obra.

2 comentários:

  1. vivi é lindo ver DEUS agir na tua vida ! Contenui nessa força, deixa DEUS te usar!!!
    Vai fazer bem para tua alma...
    JESUS TE AMA.
    bjs mãe nayara.

    ResponderExcluir