14 de jun de 2011

O Pai mais protetor que conheço


Quem nunca fez um machucado que doeu? Quem nunca teve um ferimento que ardeu? Quem nunca ficou  ansioso? Quem nunca se sentiu sozinho? Todos nós já sentimos isso. Esses dias, tava conversando com Deus e Ele me fez lembrar de uma frase que é muito comum ouvirmos de nossas avós e mães quando somos pequenos. Todas as vezes que eu me machucava (e não foram poucas!), quando uma delas ia passar um daqueles remédios que eu não gostava, elas me diziam: - Tá ardendo? Se ta ardendo é porque vai curar. Na hora, eu podia não gostar de passar a medicação na ferida, mas depois de alguns dias, ela realmente estava sarada. Algumas dessas feridas deixaram cicatrizes em mim. Hoje, eu até vejo as cicatrizes naqueles lugares onde eu me machuquei, mas agora, eu não sinto nada de dor. Pelo contrário, quando conto para alguém sobre isso, até consigo sorrir.

Deus me mostrou que nossa vida é parecida com esses tombos e arranhões que sofremos na infância. Para ele, nós somos como crianças. Crianças travessas que se machucam e correm pedindo colo ao seu pai. Mesmo que Ele já tenha tentado me orientar falando que eu poderia me machucar, Ele nunca me disse: - Eu já disse que isso não ia dar certo. Muito pelo contrário, Ele sempre me coloca no colo e enxuga todas as minhas lágrimas. Ele passa um remedinho na ferida e ela para de arder.

Na maioria das vezes, nos machucamos porque não queremos obedecer nosso Pai. Batemos o pé e fazemos as coisas do nosso jeito, na nossa hora e conforme a nossa vontade. Somos ansiosos e agimos por impulsos. Exatamente como as crianças. Mas Deus, quando nos escolheu, já sabia que iríamos errar. Ele nos conhece melhor do que qualquer um. Ele conhece todos os nossos defeitos e falhas. Como Pai, Ele sabe o jeito certo de cuidar dos seus filhos.

Quando o povo saiu do Egito e caminhava em direção à Terra Prometida, Deus colocou uma nuvem sobre eles. Durante a noite, ela era como uma coluna de fogo e durante o dia, não deixava que o calor do deserto prejudicasse o povo escolhido. Isso sim é saber como proteger alguém, não? Em Números 9: 22-23, podemos ver isso: “Quer a nuvem ficasse sobre o tabernáculo dois dias, quer um mês, quer mais tempo, os israelitas permaneciam no acampamento e não partiam; mas, quando ela se levantava, partiam. Conforme a ordem do Senhor acampavam, e conforme a ordem do Senhor partiam. Nesse meio tempo, cumpriam suas responsabilidades para com o Senhor, de acordo com as suas ordens, anunciadas por Moisés.”

Esse é o segredo! Se o Senhor mandar esperar, espere. Se o Senhor mandar partir, vá sem medo. Pode ser que agora, a ordem seja esperar, pode ser que você esteja caminhando, assim como o Senhor mandou e pode ser que você não conheça direito esse caminho. Se foi Deus quem realmente mandou você seguir, Ele não vai deixar que você fique sozinho, Ele vai continuar te mostrando as direções que você deve tomar. Se o esperar tá causando dor, tá ardendo e tá incomodando é porque ele está tratando um daqueles machucados que você tem. Talvez para que você possa seguir em frente, esse ferimento precise estar totalmente curado. Enquanto ele ainda está doendo, você não pode caminhar. Deixe que o Pai trate as tuas feridas e não seja como um filho ansioso, aquele que sai correndo antes que a ferida esteja totalmente sarada. E lembre-se: O segredo é seguir a ordem do Senhor. O que tá ardendo agora pode ser o remédio para o teu ferimento.

Um comentário: